Você conhece as etapas para iniciar a importação de produtos? Confira o passo a passo que preparamos para você expandir seu negócio!

A importação de produtos certamente é uma ótima escolha para empresas que desejam ampliar seu portfólio de produtos e oferecer algo a mais para seus clientes.

Porém, para realizar essa atividade sem inconvenientes, é preciso seguir uma série de etapas que passam pela legalização de diversos documentos que facilitam a liberação da mercadoria nos país destino.

Prestar atenção as boas práticas como o conhecimento mais detalhados dos fornecedores e a correta precificação do produto também são aspectos cruciais na hora de importar.

Se você está pensado em expandir seu negócio e quer conhecer os passos para iniciar a importação de produtos, acompanhe as seguintes recomendações!

  1. Regularização da empresa

A primeira dica para o empreendedor que deseja importar é se certificar que sua empresa está devidamente constituída e com CNPJ em situação regular. Verifique também que a atividade de importação esteja inclusa no objeto social da empresa.

Para consultar sua situação cadastral, visite o site: www.receita.fazenda.gov.br.

  1. Habilitação no Sistema Integrado de Comercio Exterior (SISCOMEX)

Toda a pessoa física ou jurídica deve ter a habilitação Siscomex para poder realizar qualquer operação de comércio exterior. Siscomex é o sistema que promove a integração das atividades dos órgãos gestores do comércio exterior brasileiro e o controle de todas as etapas e fluxo do processo de importação (também conhecido como habilitação ou senha no RADAR).

É importante destacar que para o processo de habilitação, e para conduzir as demais etapas da importação, é recomendável contratar a um despachante aduaneiro, registrado e habilitado no Siscomex, que acompanhe os processos legais.

  1. Seleção dos fornecedores estrangeiros

Ter um fornecedor devidamente qualificado para entregar o bem que você deseja importar é essencial. Para isto é fundamental o levantamento de dados da capacidade produtiva, regularização da empresa, estrutura física, capacidade técnica, bem como outros dados relevantes para a negociação com potenciais fornecedores.

Na Growover podemos lhe ajudar a expandir sua participação no mercado internacional! Saiba mais assistindo o seguinte vídeo.

ASSITIR VÍDEO

  1. Definição de Classificação Fiscal: Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) do produto

Para definir a NCM, o ideal é solicitar aos fornecedores escolhidos a cotação do produto, informações como o pedido mínimo e a NCM do produto. A NCM possui 8 dígitos e está contido na Fatura Comercial (documento internacional emitido pelo exportador que, no âmbito externo, equivale à Nota Fiscal).

Uma boa dica é utilizar os simuladores de tratamento tributário e administrativo das importações disponibilizados pela Siscomex e a Receita Federal. Ali você poderá simular as alíquotas dos impostos, assim como os valores de frete, seguro, taxas administrativas e as exigências para o desembaraço do produto.

  1. Simulação dos custos do processo

Antes de tomar qualquer decisão recomendamos fazer uma simulação dos custos de importação através de uma planilha. Ela facilitará sua visualização da viabilidade econômica e financeira do negócio.

Para a composição do custo do produto nacionalizado, quando o mesmo for negociado no Incoterm EXW, deverá ser considerado o seguinte:

  • Frete e despesas de origem;
  • Frete Internacional
  • Seguro de Transporte Internacional
  • Imposto de Importação
  • Imposto sobre Produtos Industrializados
  • PIS/Pasep
  • Cofins
  • Despesas Bancárias
  • Taxas Portuárias
  • Taxas de Armazenagem
  • ICMS
  • Despachante Aduaneiro
  • Frete Interno

Para saber mais sobre os Incoterms, leia nosso o artigo que preparamos sobre esse assunto em nosso blog!

 SABER MAIS

  1. Inspeção da fábrica do fornecedor

Para maior segurança, uma importante dica é a validação do fornecedor através da inspeção. Dessa forma, poderão ser verificadas normas de segurança, condições de maquinário, investimentos, entre outras informações importantes antes de fechar negócio.

  1. Negociação com fornecedor e INCOTERMS

Feito o contato e estabelecidas as condições de aptidão do fornecedor e da viabilidade econômica, o importador deve solicitar ao exportador uma Proforma Invoice, que é o documento que formaliza o preço, condição de venda (Incoterms), a modalidade de pagamento e o prazo de entrega da mercadoria.

No momento do embarque este documento será substituído pela Commercial Invoice, fatura comercial que no âmbito externo tem valor similar ao de uma Nota Fiscal.

  1. Licenciamento de Importação (LI)

De acordo com o produto importado poderá ser exigido o Licenciamento de Importação ou não. Para saber se a importação pretendida requer licenciamento, é necessário consultar o Simulador de Tratamento Administrativo de Importação do sistema do Siscomex. Nele, você também poderá conferir quais órgãos do governo são responsáveis pela anuência.

O licenciamento será emitido sob anuência do órgão brasileiro competente para analisar o tipo de produto que será importado. Caso a importação não precise do LI, basta registrar a Declaração de Importação (DI).

Além disso, o importador deve verificar se a operação pretendida está enquadrada nos termos dos artigos 14 e 15 da Portaria Secex nº 23/2011, que disciplinam as situações em que há licenciamento automático e não automático (em ambas situações, fez-se necessário registrar LI).

Por fim, ressaltamos que uma LI pode ser composta por uma ou mais anuências.

  1. Documentos que permitem a liberação da mercadoria

Posterior ao embarque, o exportador remete, de acordo com a modalidade de pagamento convencionada, os documentos originais que permitem ao importador liberar as mercadorias na alfândega brasileira. São eles:

  • Fatura comercial
  • Certificado de origem (quando o produto faz parte de algum acordo internacional)
  • Certificado fitossanitário (quando exigido pela legislação brasileira).
  • Conhecimento de embarque.

Como você viu, prospectar fornecedores estrangeiros é um dos passos mais importantes no processo de importação.

Se você está pensando em iniciar essa nova etapa, conte conosco! Somos uma empresa brasileira atuante no comércio internacional que auxilia pequenos e médios empreendedores a expandir sua participação no mercado internacional, importando e exportando.

A ética e o compromisso com os resultados de nossos clientes são nossos valores.

Entre em contato e faça a sua empresa cruzar as fronteiras!

| info@growover.com.br

| +55 54 3419-6596