Em tempos de recessão, como o Global Sourcing pode se tornar um aliado estratégico da sua empresa?

Independentemente do tamanho da empresa, todas os departamentos estão envolvidos em uma cadeia de processos que inclui: gerenciamento de clientes, funcionários, parcerias e fornecedores.

Tão importante quanto os demais setores de qualquer organização, o papel desempenhado pelo setor de compras tem se tornado crucial para eficiência nos negócios. Isso não significa simplesmente o desafio de comprar bens ou serviços pelo menor preço. Os profissionais de compras sabem que uma boa estratégia de compra é fazer a compra certa, no momento certo, pelo preço certo e da fonte certa.

A internacionalização da economia e o advento da Tecnologia da Informação e Comunicação, (apesar da recente desvalorização do real perante o dólar), abrem oportunidades para empresas brasileiras fazerem uma seleção ou revisão dos seus fornecedores no exterior, como meio de redução de custos ou de melhoria da qualidade dos seus produtos e serviços finais.

Neste contexto, a definição de com quantos e com quais fornecedores a empresa irá trabalhar faz parte da estratégia de compras. A empresa poderá trabalhar com fornecedores exclusivos para determinados produtos (single sourcing), vários fornecedores para um mesmo produto (multiple sourcing); com uma rede constituída de poucos fornecedores diretos (de primeiro nível) e uma base maior de fornecedores indiretos, que “fornecem para seus fornecedores” (de segundo e terceiro níveis), ou pode trabalhar, ainda, com fornecedores internacionais (global sourcing).

Global Sourcing é uma estratégia empresarial que envolve a aquisição de bens ou serviços de outros países que possuem fatores mais vantajosos, tais como menores custos de produção, mão de obra barata ou produtividade elevada. Permite às empresas ganhos de vantagens competitivas, reduzindo custos e aprimorando qualidade. Possibilita, ainda, maior poder de negociação junto aos fornecedores locais, pressionando-os a reduzirem seus preços.

Entretanto, a complexidade das relações comerciais pode dificultar a seleção e a medição de desempenho de fornecedores internacionais. As diferenças culturais, de idioma e o distanciamento físico e geográfico podem inibir o desenvolvimento de um relacionamento a longo prazo.

Para a seleção de fornecedores confiáveis existem ferramentas e critérios que têm deixado de ser somente aqueles básicos, ou seja, o preço ao qual o fornecedor oferece o produto/serviço, a qualidade que deve atender à especificação mínima requerida pela empresa, e a velocidade de entrega pelo fornecedor. Hoje o cliente passou a considerar demais fatores, tais como a confiabilidade, o custo de transporte, a consistência e frequência de entregas e a flexibilidade do fornecedor; a capacidade tecnológica e de processo; sua saúde financeira; e a estrutura e estratégia organizacional, estão entre os novos indicadores que passaram a ser medidos.

Por fim, a gestão eficiente de fornecedores internacionais se torna essencial para o equilíbrio e crescimento da empresa, pois além de um preço mais competitivo, garantirá que os insumos e matérias-primas sejam entregues em prazo e quantidade suficientes para atender à produção.  A Growover dispõe de profissionais qualificados para apoiar a sua empresa na identificação de potenciais fornecedores globais, monitoramento da acuracidade e qualidade das entregas, estabelecendo uma cadeia de suprimentos confiável e um ciclo de compras estratégico.

A Growover Negócios Internacionais auxilia o exportador do começo ao fim, em todas as etapas do processo – desde a estratégia até a concretização dos negócios.
Conte conosco para auxiliar a sua empresa.

www.growover.com.br

Fone: (54) 3419-6596