Abrir uma empresa nos Estados Unidos significa movimentar o capital financeiro em uma das moedas mais valorizadas do mercado e ter a possibilidade de negociar com investidores em um cenário econômico aquecido.

Muitas empresas brasileiras possuem o desejo ou a necessidade de atuar com operação própria nos Estados Unidos para atender o mercado americano. Dentre os tipos de empresas nos Estados Unidos, os formatos de organizações mais utilizados pelas empresas brasileiras são a abertura de uma filial americana da empresa sediada no Brasil e a abertura de empresa LLC ou Corporation.

Para a abertura de filial americana, deve haver a integração dos resultados contábeis da matriz e filial, e o CNPJ brasileiro deve estar ativo no Brasil, com fluxo de capital propício para manter as duas empresas funcionando.

A Limited Liability Company (LLC) significa Sociedade de Responsabilidade Limitada e é similar ao modelo LTDA, usado no Brasil. A LLC é um formato de empresa de responsabilidade limitada. Dessa maneira, você protege o seu patrimônio, caso tenha qualquer tipo de prejuízo empresarial.

Uma das desvantagens de abrir um LLC é que ela não vai poder ter suas ações listadas na bolsa. Como a empresa é de responsabilidade limitada, isso também restringe o seu crescimento.

Já a Corporation (Corp) é similar ao modelo S/A, usado no Brasil. É um tipo de empresa mais tradicional e estruturado, que conta com a presença de acionistas e diretores, por exemplo.  Com este modelo, é possível receber investimentos, vender ações e construir o seu crédito no mercado.

Ao optar pela LLC, todos os sócios precisam declarar imposto nos Estados Unidos. Já na CORP, isso só será necessário se houver distribuição de lucro para os acionistas.

Após a definição de estrutura organizacional, deve-se definir um endereço comercial avaliando o Estado em que a empresa deseja operar. Alguns estados como a Florida e Delaware podem trazer uma economia significativa de impostos, mas é sempre importante levar em consideração outros fatores como: logística, distribuição, proximidade de zonas estratégicas, entre outros.

É necessário também garantir os documentos para registrar todas as transações realizadas pela sua empresa americana, como por exemplo o EIN (Federal Employer Identification Number), Bylaws e Share Certificates e, por fim, abrir uma conta em banco americano para efetuar as transações financeiras.

Caso seja do interesse de sua empresa entender mais sobre este processo de abertura nos Estados Unidos, a Growover é especialista em levar empresas brasileiras a este mercado tão promissor e poderá te assessorar em todas as etapas da abertura de operação.